sábado, 27 de novembro de 2010

www.rafaelnoronha.com.br







Rafael no treino de sábado com apenas 3 voltas seu motor estoura, fazendo com que ele perdesse os treinos da corrida principalmente o treino de clacificação que é o treino que mostra a posição que o piloto vai sair, com isso Rafael iria largar na ultima posição. Rafael que Largou na 20ª colocação fez 15 ultrapassagens ficando em 5º lugar no final da reta da largada, no S do Sena ele já estava junto com o primeiro pelotão fazendo uma ultrapassagem sensacional numa Kawasaki fazendo com que ele passasse em cima da zebra descontrolando sua moto perdendo a estabilidade de sua Honda mas fazendo uma ultrapassagem de sucesso ficando na 4ª posição no final da reta oposta na curva do lago Rafael coloca sua moto por dentro da curva e vai para cima do piloto João Jicito #73 buscando o 3º lugar, sem saber o Piloto fecha as portas de Rafael quase causando um acidente, Mas Rafael desistiu da ultrapassagem estudando a pilotagem dos pilotos afrente, enquanto isso o Piloto Santim #1 campeão Brasileiro se distancia fazendo com que o 2º, 3°,4° e 5º colocado formasse um pelotão, no s do Sena Rafael é ultrapassado pelo piloto Ricieri #42 não deixando barato Rafael da o troco e o ultrapassa na curva chegando na reta o piloto Riciere com mais motor ultrapassa os 3 pilotos a frente dele fazendo com que Rafael caisse para 5ª colocação, o tempo do Rafael para o 4º e 5º lugar é era milésimos, mas infelizmente o motor de Rafael estourou na reta, os pilotos que estava no pelotão com ele ficou em 2º e 3º lugar....



video


video
http://www.paraty.com/
Rafael consegue apoio da Paraty.com com a divulgação de seu esporte, ajudando a conseguir outros patrocínios.



Rafael fecha com a empresa “Villis Design” especializada em pinturas que vai pintar a moto de sua equipe.


Rafael fecha com a “Loja das Tintas”, dando apoio para 2010 lhe oferecendo todo material necessário para a pintura da moto.

Rafael consegue os uniformes para a equipe com a empresa “Zorro Confecções".

Campeonato Paulista de Motovelocidade.




Rafael Noronha que corre pela primeira vez em uma etapa paulista foi muito bem nos treinos, mas no treino de classificação onde é decidida a largada dos pilotos, Rafael teve problemas largando na 19ª colocação entre 26 pilotos. Rafael Noronha queima largada acelerando antes da hora, enquanto voltava para a posição correta, a largada foi dada, com isso a direção de prova que o viu saindo antes da hora deu ao piloto uma punição fazendo-o passar pelos boxes, mesmo assim ao longo da corrida Rafael foi ganhando posições até que a corrida acabou e ele ficou na 6ª colocação.

Clique em cima para aumentar o tamanho da imagem.
www.jornaldeparaty.com.br


Campeonato Carioca de Motovelocidade no Autódromo de Jacarepaguá.


Rafael Noronha corre pela primeira vez em um campeonato estadual. Nos treinos entre 15 pilotos Rafael consegue largar em 5º lugar, sua melhor posição de largada até então, na largada Rafael faz bonito pulando pra 2ª posição, ao longo da corrida ele manteve a posição com muito esforço e assim foi até o final, ficando em 2 no podium.
Campeonato Brasileiro de Motovelocidade 1ª etapa no Autódromo de Jacarepaguá RJ 2009.
Rafael Noronha #108


Rafael Noronha entre os primeiros na largada.


Rafael Noronha #108 na 8ª colocação durante a corrida.

Rafael Noronha surpreende a todos do campeonato pela pintura das motos graças a Loja das Tintas e pela estrutura da equipe com ajuda do Valentim Letreiros e Toldos. Rafael começou os treinos bem, baixando o tempo em cada volta e com isso consegue largar em 11º entre 20 pilotos profissionais. Na largada Rafael Noronha pula da 11ª colocação para o 5º lugar onde na primeira curva 3 pilotos o ultrapassou deixando Rafael em 8º, mantendo a colocação até o momento que sua moto começou a dar problemas, fazendo com que o piloto se perdesse em uma curva, e com isso foi perdendo as colocações, daí por diante a moto foi perdendo rendimento fazendo com que Rafael parasse 4 vezes no boxe para tentar resolver o problema, na 5ª tentativa de arrumar a moto os fiscais de prova decidiram que era melhor com que a moto não voltasse para a pista pois poderia atrapalhar outros pilotos podendo causar um acidente.
Loja das Tintas e Valentim Letreiros e Toldos.

Rafael Noronha se prepara para a primeira etapa do Brasileiro de motovelocidade onde se reúnem os melhores pilotos do Brasil. E com isso Rafael Noronha correu atrás de patrocínios onde conseguiu todo o material de pintura para a equipe que vai se chamar Project D, a “Loja das Tintas" que está patrocinando a equipe de Rafael em 2009.


A empresa “Valentim Letreiros e Toldos” deu um super apoio confeccionando a estrutura de boxe para a equipe.


Este é o resultado das cores das motos e da estrutura no fundo.

Clique em cima para aumentar o tamanho da imagem.

O “Jornal de Paraty” ajuda o piloto Rafael, representante da cidade de Paraty realizando uma matéria contando parte de sua história.

200 Milhas do Brasil


A prova 200 Milhas do Brasil é uma das mais tradicionais Provas do Motociclismo Brasileiro e da América Latina, Rafael Noronha #108 tinha acabado de comprar a moto e estava muito feliz pois seu desempenho melhorou durante os treinos e com isso viu que sua moto estava mais competitiva. Rafael Larga na 11ª colocação e já na largada ele faz 3 ultrapassagens e ao longo da corrida ele ficou disputando a 6ª colocação com piloto que foi Campeão Espanhol com o número da moto #77 e com outro piloto que era Campeão Paulista de RD 135cc com o número #41 durante toda corrida eles revezaram as colocações entre a 6°, 7ª e 8ª colocação. Durante duas voltas Rafael #108 ficou atrás dos dois pilotos pois sua moto teve problemas simples na marcha, em cima da própria moto Rafael arrumou o problema e voltou em busca dos pilotos que disputavam a todo momento pela 6° colocação e voltou a competir entre eles, nessa disputa o campeão espanhol #77 e Rafael se distanciaram do outro piloto #41 e ficaram brigando até a última volta onde o piloto #77 estava liderando, última reta antes da chegada e o piloto #77 olhou para trás pois ele estava na frente e fez um sinal debochando de Rafael mandando ele pedalar com a mão mas a corrida não tinha acabado, Rafael entrou no vácuo da moto dele e o ultrapassou no último momento chegando na 6ª colocação, o que ele não sabia é que um piloto que disputava entre os 5 primeiros foi penalizado e com isso foi para a 5ª colocação entre 18 pilotos profissionais. Rafael ganha seu primeiro” troféu”. No vídeo abaixo o piloto#41 Campeão Paulista de RD135c está na 6ª colocação, Rafael Noronha#108 está na 7ª colocação e o piloto#77 Campeão Espanhol na 8ªcolocação.


video



Rafael Noronha consegue o apoio da Rádio Nova Onda FM 87.9, A rádio vai ajudar na divulgação do piloto nos campeonatos de motovelocidade, Rafael fez uma entrevista com a rádio falando de suas dificuldades para chegar até onde chegou e de seus planos para o futuro nas competições de Motovelocidade.


500 milhas de Interlagos.




500 milhas do Brasil, Rafael Noronha ainda com a moto alugada porque o que ele tinha em mãos era 80% do dinheiro da moto. Com o campeonato das 500 milhas do Brasil em cima da hora Rafael decide usar parte do dinheiro pra alugar novamente outra moto, Rafael se adapta perfeitamente a moto reclamando que o único problema era na velocidade final que andava pouco menos que as outras motos. Um dia antes da corrida o treino é atrapalhado pela chuva, Rafael leva um tombo a mais de 70km p/h em uma curva onde a roda traseira derrapou na parte molhada mesmo controlando a derrapagem “drift” a roda traçou e lançou ele por cima da moto. Rafael viu que nada de mal tinha acontecido e se levantou para levar a moto para o Boxe onde iam reparar os danos, uma hora depois Rafael começou a sentir uma intensa dor no pulso, descobriu que teve uma luxação. Com tratamentos imediatos Rafael já se preocupava com a corrida que ia seria no dia seguinte porque o pulso machucado era da mão que tinha que acelerar. Mesmo com o acidente conseguiu uma boa colocação para largar na 11ª colocação entre 17 pilotos. Rafael que reclamava de dor na mão 30 minutos antes da corrida já não sentia mais um pingo de dor pois a emoção é muito forte e a adrenalina tomou conta de seu corpo, em sua primeira largada oficial ultrapassou vários pilotos, alguns desses pilotos o ultrapassou durante a corrida pois a moto dele não era tão rápida quanto a maioria, ficou brigando com Lucas #41 durante toda a corrida pela 11ª colocação, nas curvas Rafael o ultrapassava mais na reta era ultrapassado durante duas voltas andou na frente sem ser ultrapassado na reta e voltou a briga pra ver quem chegava na frente, na última volta Rafael estava na frente sendo que na última reta a uns 200 metros antes da chegada ele foi ultrapassado pelo piloto Lucas #41 que tinha a moto mais forte, Rafael fica na 12ª colocação.


Campeonato Brasileiro de Motovelocidade em Interlagos 1ª corrida.



Depois de muito tempo de treino e preparação Rafael Noronha de Paraty entra nas competições de motovelocidade. Nesta corrida com a moto alugada ele chegou já com um tempo que surpreendeu a muitos, pela primeira vez em uma pista de corrida ter feito este tempo, no segundo treino ele baixa 7 segundos deste tempo, no 3° treino ele baixou mais um segundo, outro piloto profissional "Paganelli" com o número #64 falou para Rafael Noronha #108 que para ficar melhor ele teria que baixar mais 4 segundos, dito e feito no outro treino fez 4 segundos a menos, todos estavam na maior expectativa porque entre 45 pilotos Rafael iria largar na 26ª colocação na frente de 19 pilotos experientes. Tudo pronto para a largada Rafael estava pronto e preparado para correr, com muita gente torcendo, a expectativa era a melhor possível. A largada é dada e a moto do Rafael larga e de repente para, uma peça da moto quebrou, todos lamentam muito, Rafael sai de lá transtornado escondendo sua tristeza porque tudo que ele tinha feito pra chegar até lá foi por água abaixo e por conta disso muitos falaram que foi coisa de Deus talvez algo de ruim poderia ter acontecido, realmente Rafael acha que foi coisa de Deus porque até aquele momento só quem tinha o ajudado tinha sido Carlos Alberto o seu mecânico, que largou tudo para trás e dedicou-se a treiná-lo, trabalharam juntos para comprar o equipamento de segurança, há algum tempo já guardavam dinheiro pra comprar a moto de competição, sendo que na data do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade eles não tinham guardado nem 25% do dinheiro e decidiram usar parte do dinheiro para alugar uma moto que com certeza não seria a mesma coisa dos pilotos que já tinham moto própria. Rafael afirma que foi coisa de Deus, mesmo porque ninguém queria ajudá-lo de forma alguma e depois que a moto quebrou familiares que viram toda dificuldade que foi pra chegar lá e presenciaram seu drama resolveram ajudar dando R$1.000 cada um, e isso para Rafael foi um milagre pois não via forma nenhuma de alguém o ajudar, e Deus fez com que isso mudasse por algum motivo, ele agradece muito a Deus por tudo que aconteceu, porque graças a isso ele conseguiu 80% do valor da moto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário